Laudo da per

Laudo da per
Laudo pericial não apontou violência contra adolescente de 16 anos que teria sido estuprada por mais de 30 homens

Pautando Minas - Um laudo divulgado nesta segunda-feira (30) pela perícia do caso da garota que teria sido supostamente estuprada no Rio de Janeiro não aponta indícios de violência contra a mesma. Contudo, segundo o próprio laudo, o exame ter sido feito quatro dias depois do acontecimento pode ter sido o fator de não ter se encontrado sinais de violência.

O crime teria ocorrido em 19 de maio e ela só fez o exame no dia 25. Ainda segundo o laudo, o fato de não aparentar sinais de violência não prova que a garota não foi vítima de estupro. A polícia, no entanto, não trabalha com a linha de investigação fechada de que a mesma foi estuprada.

A informação foi divulgada pelo "Bom dia Rio", da Tv Globo. A nova delegada do caso, Cristiana Bento, titular da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), dará entrevista na tarde desta segunda. O delegado Alessandro Thiers foi afastado do caso depois que a advogada da garota, Eloísa Samy, o acusou de "machismo e misoginia" na condução das investigações. Eloísa, no entanto, deixou o caso e agora a garota está sendo representada pela Defensoria Pública

A adolescente está no programa de proteção à vítima depois de ter denunciado que vem sofrendo ameaças de morte pelas redes sociais. Novos vídeos apareceram onde supostamente a mesma carregava várias armas. Ela afirma não ser a pessoa que aparece nos vídeos.

Vários suspeitos do caso estão foragidos. A PM iniciou uma operação também nesta segunda-feira para tentar prender alguns deles.

Colunistas