Contra PEC 241, mais de mil escolas est

Contra PEC 241, mais de mil escolas est
Balanço mais recente divulgado pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) mostra que 1022 escolas e institutos federais, 82 campi universitários, três núcleos regionais de Educação, além da Câmara Municipal de Guarulhos, estão ocupadas por estudantes contrários a PEC 241, que congela por 20 anos os gastos públicos e que foi aprovada em segundo turno pela Câmara nesta terça-feira, 25; Paraná lidera número de escolas ocupadas, com 846 unidades; estudantes também são contrários a reforma do ensino médio proposta pelo governo federal por meio da Medida Provisória 746/2016

247 - Balanço feito pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) aponta que mais de mil escolas de todo o país seguem ocupadas por estudantes que protestam contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, aprovada em segundo turno pela Câmara nesta terça-feira (25).

PEC, que limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos, incluindo os gastos com educação e saúde, ainda será votada pelo Senado. Estudantes também são contrários a reforma do ensino médio proposta pelo governo federal por meio da Medida Provisória 746/2016.

Segundo a Ubes, 1022 escolas e institutos federais, 82 campi universitários, três núcleos regionais de Educação, além da Câmara Municipal de Guarulhos, estão ocupadas por estudantes contrários a PEC 241. O Paraná lidera o número de escolas ocupadas com 846 unidades, conforme a Ubes. Já o governo afirma que são 792 unidades de ensino ocupadas.

O Ministério da Educação diz que a PEC 241 não reduzirá os gastos com educação, mas alerta para a necessidade do ajuste fiscal. Ministério diz, ainda, que os estudantes têm direito de realizar manifestações, mas a Constituição também assegura que a educação é um direito de todos e que os estudantes que querem ir à escola não podem ser impedidos.

Colunistas